As companhias farmacêuticas ainda continuam à procura do seu lugar no mundo digital
Vote
Opinião
Os desafios da comunicação em Portugal e na Índia
29 de fevereiro de 2016
 

por JORGE AZEVEDO


Na última semana de fevereiro, tive o prazer de participar, em Mumbai, em mais uma reunião anual da GLOBALHealthPR (GHPR), a maior rede internacional de agências independentes com forte know-how na área da Saúde, da qual a Guess What é parceira desde 2012. Durante três intensos dias, foram apresentados casos de sucesso de todo o mundo (Portugal incluído) e debatidas as novas tendências, dinâmicas e ferramentas que irão, nos próximos anos, alterar a forma de potenciar a comunicação e a reputabilidade na área da Saúde.

Primeira impressão: os desafios são muitos e semelhantes, quer em Lisboa, Singapura ou São Paulo. As companhias farmacêuticas ainda continuam à procura do seu lugar no mundo digital. O acesso à inovação terapêutica necessita de histórias credíveis que desloquem o centro do debate mediático do custo para o impacto na qualidade de vida do doente. Estes, hoje mais instruídos e conhecedores, deverão assumir, de uma vez por todas, o seu papel de influência, de forma construtiva e orientada.

Segunda impressão: de todas as áreas das Relações Públicas, nenhuma contribui com um impacto tão visível na vida do cidadão como a Comunicação em Saúde. Tal ficou patente com os resultados do projeto premiado, “Finding 60 In India”. No ano passado, a Progeria Research Foundation promoveu, com o apoio da GHPR, uma campanha de sensibilização mundial, no sentido de detetar mais crianças com Progeria, uma doença extremamente rara e particularmente desconhecida, que provoca envelhecimento precoce em crianças. Em Portugal, conseguimos detetar, até ao momento, uma criança.

Sem o tratamento adequado, a esperança de vida, já por si bastante reduzida, é encurtada. Para mais, trata-se de uma doença socialmente impactante, pois manifesta-se de forma bem visível. As campanhas são corridas contra o tempo, mas graças à estratégia online e offline de difusão delineada, os meus colegas da Índia conseguiram impactar 180 milhões de pessoas em menos de um ano e ajudar a melhorar a qualidade de vida a cerca de 20 crianças que desconheciam ser portadoras desta doença genética.

Terceira impressão: a Índia é um país incrivelmente complexo e diverso. Ao todo, são 28 estados, 28 línguas oficiais – o hindu é a língua oficial e o inglês muito utilizado – e 900 dialetos. Imaginem a dificuldade que é elaborar e distribuir um simples comunicado de imprensa.

A este facto, juntam-se os 12.420 jornais em hindu e os 3.690 em inglês, e passamos a respeitar muito mais o trabalho dos nossos colegas, consultores em comunicação, num país que coloca diariamente enormes desafios.




Jorge Azevedo


Managing Partner, Guess What

Licenciatura em Comunicação e Relações Públicas na Universidade Autónoma de Lisboa


 
Comentários
Comente este artigo
Regras de Comentários
Agradecemos todos os comentários já que reforçam a qualidade do portal.
Pedimos que respeitem o código editorial, não utilizando linguagem que viole a lei ou a integridade dos demais.
O seu IP ficará na nossa base de dados sem que seja divulgado.
Home
MadeBy
Legislação
GateScope
mgate
Simulador
MissGate
WeeklyTv
Perfis
Notícias
Artigos
Eventos
Opinião
Publicações
TvGate
RadioGate
PressGate
OutGate
CineGate
APAP
DigitalGate
ICAP
APCT
APODEMO
Marktest
Obercom
API
APMP
GMCS
Criativos
APAN
APPM
ACEPI
MEDIAFONE