A palavra 'presidente' registou 712.486 menções em artigos noticiosos e ocupa o primeiro lugar deste ranking elaborado pela Cision
Vote
Notícias
E as palavras mais usadas pelos media portugueses em 2015 foram…
12 de janeiro de 2016


“Presidente”. Foi esta a palavra que mais se destacou nos meios de comunicação portugueses durante o ano de 2015, de acordo com um novo estudo da Cision.

Em comunicado, a empresa de media intelligence explica que, através do algoritmo Cision de análise textual, foi encontrado um conjunto de palavras que mais se notabilizaram nos órgãos de informação. Estas palavras foram depois sujeitas a uma pesquisa para se chegar ao número final de referências que cada uma delas obteve nos órgãos de comunicação social. Desta forma, foi possível estabelecer um ranking das palavras mais mediáticas do ano passado.

A palavra “presidente” foi, entre as mais proeminentes, a mais referenciada em artigos noticiosos, tendo registado 712.486 menções. Nesta lista de palavras que mais se notabilizaram nos media nacionais seguem-se as palavras “país”, com 655.485 referências, “euros”, com 560.577, e “equipa”, com 480.364. A palavra “euros”, que havia sido a palavra mais referenciada pelos media portugueses em 2014, é, assim, substituída pela palavra “presidente” em 2015.

O papel ativo desempenhado pelo Presidente da República no período conturbado pós eleições legislativas, e ainda as eleições presidenciais cuja campanha se encontra a decorrer neste preciso momento e que irão realizar-se a 24 janeiro, foram dois motivos fortes para que a palavra “presidente” se tornasse na mais mencionada nos meios de informação nacionais, durante o ano de 2015.

“Acordo” encerra o top 5 desta lista, com 467.293 referências apuradas em artigos noticiosos. E parece não haver dúvidas quanto ao facto de esta palavra ter sido uma das que marcaram o ano de 2015, em especial o panorama político português. O “país” assistiu a um ‘acordo’ histórico entre partidos, que permitiu a solução que esteve na base do recém-formado governo socialista de António Costa. Um ‘acordo’ amplamente divulgado, debatido e escrutinado pelos media nacionais.

E pelos motivos expostos é também “de uma forma quase natural” que surge, em sexto lugar do presente ranking, a palavra “governo”, refere a Cision. A discussão em torno das soluções de governo, a nomeação de um governo de direita, a queda do mesmo na Assembleia da República e a solução alternativa de governo à esquerda levaram a que a palavra “governo” continue a apresentar-se como uma das mais mencionadas na comunicação social portuguesa, à imagem do que aconteceu no ano passado.

As palavras “jogo”, “empresa”, “futebol” e “iniciativa”, esta última a remeter para a área política, completam o top 10.

Este estudo da Cision decorreu entre 1 de janeiro e 31 de dezembro de 2015, e envolveu a análise de de mais de cinco milhões de artigos.


Home
MadeBy
Legislação
GateScope
mgate
Simulador
MissGate
WeeklyTv
Perfis
Notícias
Artigos
Eventos
Opinião
Publicações
TvGate
RadioGate
PressGate
OutGate
CineGate
APAP
DigitalGate
ICAP
APCT
APODEMO
Marktest
Obercom
API
APMP
GMCS
Criativos
APAN
APPM
ACEPI
MEDIAFONE