Notícias
Localidade, idade, rendimento e literacia influenciam consumo de telecomunicações
2 de outubro de 2013


A região onde se vive, a média etária do agregado familiar, o nível de habilitações literárias e sobretudo o rendimento são fatores que influenciam o tipo de serviços de telecomunicações consumidos e o respetivo conhecimento, conclui um estudo da Indera, realizado para a ANACOM (Autoridade Nacional de Comunicações).

Entre as famílias com rendimento mais elevado, a probabilidade de existirem subscrições de serviços de televisão paga é mais elevada. Os pacotes triple-play são os mais comuns neste grupo, que é também mais informado sobre a tecnologia de acesso à internet fixa e 4G.

As características sociodemográficas também têm relevância ao nível da despesa com os serviços detidos – os agregados com maior rendimento apresentam uma despesa média mais elevada e uma maior tendência para subscrever três serviços em conjunto ou pacotes de serviços.

De acordo com a análise, os agregados mais jovens têm maior probabilidade de terem pacotes triple play. Inversamente, para os reformados e os empregados por conta própria, a probabilidade é menor. Quanto maior é o nível de educação do responsável pelo agregado familiar, quanto mais jovens os agregados e quanto mais alto for o rendimento, maior a probabilidade de conhecer a tecnologia 4G.

Fonte: ANACOM

Home
MadeBy
Legislação
GateScope
mgate
Simulador
MissGate
WeeklyTv
Perfis
Notícias
Artigos
Eventos
Opinião
Publicações
TvGate
RadioGate
PressGate
OutGate
CineGate
APAP
DigitalGate
ICAP
APCT
APODEMO
Marktest
Obercom
API
APMP
GMCS
Criativos
APAN
APPM
ACEPI
MEDIAFONE