A receita publicitária deve destinar-se “ao serviço da dívida e, posteriormente, a novos investimentos ou à constituição de reservas”
Vote
Notícias
RTP vai poder usar receita publicitária para gestão corrente
16 de outubro de 2013


O financiamento da RTP vai ser assegurado apenas pela Contribuição Audiovisual (CAV) e pela receita publicitária, avança o Diário Económico, com base na versão preliminar do Orçamento do Estado para 2014.

A CAV vai aumentar 0,40€ para 2,65€ por mês (2,81€, com IVA), mas mantém a isenção para as famílias com consumos anuais inferiores a 400 quilowatts, refere o Económico. A RTP, até agora impedida de utilizar a receita publicitária para financiar a gestão corrente, vai poder fazê-lo, mas as verbas devem destinar-se “ao serviço da dívida e, posteriormente, a novos investimentos ou à constituição de reservas”, avança o Económico.

O novo contrato de concessão do serviço público de rádio e televisão estipula ainda o regresso da publicidade às rádios do grupo, mediante aprovação da administração. A confirmar-se, esta medida contribuirá para aumentar a receita publicitária da RTP.

Os grupos privados já contestaram a decisão, que provocará, garantem, “um grande desequilíbrio no mercado”. Os principais grupos consideram que “o problema do serviço público de rádio e televisão não pode ser resolvido aumentando a oferta num segmento que, este ano, está a cair mais do que o mercado global”, aponta o Económico.
Home
MadeBy
Legislação
GateScope
mgate
Simulador
MissGate
WeeklyTv
Perfis
Notícias
Artigos
Eventos
Opinião
Publicações
TvGate
RadioGate
PressGate
OutGate
CineGate
APAP
DigitalGate
ICAP
APCT
APODEMO
Marktest
Obercom
API
APMP
GMCS
Criativos
APAN
APPM
ACEPI
MEDIAFONE