Nas quatro características mais importantes para uma liderança eficaz, as mulheres assumem uma posição dominante
Vote
Notícias
Futuro da comunicação de liderança é feminino, avança estudo
28 de julho de 2014

A terceira edição do estudo global “Ketchum Leadership Communication Monitor” sinaliza o aparecimento de um novo modelo de comunicação de liderança no feminino e revela que as mulheres que ocupam cargos de liderança ultrapassam os colegas do sexo masculino nos quatro atributos necessários a uma liderança eficaz.

Nas quatro características mais importantes para uma liderança eficaz – liderar pelo exemplo (57% das líderes femininas e 43% dos masculinos), liderar comunicando de forma aberta e transparente (62% vs. 38%), liderar admitindo erros (66% vs. 34%) e liderar destacando o melhor nos outros (61% face 39%) – as mulheres assumem uma posição dominante. Relativamente ao quinto atributo – lidar com questões controversas ou crises demonstrando calma e confiança (48% vs. 52%) – líderes masculinos e femininos aproximam-se. No total, as mulheres dominam cinco das sete principais características analisadas.

De acordo com o estudo, “uma comunicação transparente e aberta é absolutamente crítica para uma liderança eficaz”: 74% dos inquiridos consideram-na a característica mais importante. Contudo, apenas 29% acreditam que os líderes comunicam de forma eficaz, o que traduz uma diferença de 45 pontos entre a expectativa e a entrega, com enormes implicações comerciais. De acordo com a Ketchum, a maioria dos inquiridos deixa de comprar ou compra menos a uma empresa devido à má liderança.

A análise revela ainda que os líderes de negócios voltam a ser o tipo de líder “confiável”, que os líderes políticos continuam a vir em último lugar em todas as medidas e que o setor das tecnologias é o mais confiável.

“O nosso estudo demonstra claramente que, para inspirar confiança, os líderes de ambos os sexos precisam de evitar uma abordagem de comando e controlo, que tende a ser considerada como algo dominador e até mesmo arrogante. Em vez disso, estamos a observar o nascimento de um novo modelo de comunicação de liderança baseado na transparência, colaboração, diálogo genuíno, valores e alinhamento de palavras e atos, sendo um modelo seguido de forma mais consistente pelos líderes do sexo feminino. Esta pesquisa, finalmente, coloca de parte a falsa suposição de que as mulheres precisam de agir como os líderes de sexo masculino da “velha guarda” para deixar sua marca”, comenta Barri Rafferty, senior partner da Ketchum.

Home
MadeBy
Legislação
GateScope
mgate
Simulador
MissGate
WeeklyTv
Perfis
Notícias
Artigos
Eventos
Opinião
Publicações
TvGate
RadioGate
PressGate
OutGate
CineGate
APAP
DigitalGate
ICAP
APCT
APODEMO
Marktest
Obercom
API
APMP
GMCS
Criativos
APAN
APPM
ACEPI
MEDIAFONE