Um assalto com pormenores insólitos capazes de agarrar a atenção dos internautas foi a forma de pôr a livraria na ribalta
Vote
Notícias
Assalto simulado a livraria de Barcelona revoluciona as redes sociais
17 de dezembro de 2014


Após uma semana de comentários e suposições sobre o suposto roubo com alunagem que aconteceu na Livraria Calders (Barcelona) na terça-feira, 9 de dezembro, a editora Malpaso confessa-se autora dos dois vídeos divulgados na internet, pondo fim às dúvidas geradas sobre a veracidade e o sentido da ação.

Às três da manhã da passada terça-feira, um carro colidiu com a montra da livraria, estilhaçando o vidro. As gravações das câmaras de segurança da loja registaram três jovens com máscaras, que saíram do carro e correram a roubar pilhas de livros. Os responsáveis da livraria puseram o vídeo da alunagem no YouTube e um suposto vizinho que gravou a cena com um telefone móvel a partir de sua varanda fez o mesmo.

As redes sociais começaram a fervilhar, com comentários de todo o tipo: "que divertido!", “original, sem dúvida”, "não é de admirar que roubem livros, com o IVA que têm", "cheira a golpe de publicidade", "fake! fake! fake!"...

Os meios de comunicação também fizeram eco da notícia: "Um suposto roubo de livros tornou-se um dos últimos vídeos virais do momento", escreveu o jornal El Periódico; "Um fenômeno viral na web", refere a Telecinco; "Foi engendrado pelos donos da Calders”, acrescentou o La 2 Notícias...

"Esta é uma campanha para dar a conhecer ao grande público leitor o nosso selo editorial", diz Berta Mongé, Coordenadora de Marketing da editora Malpaso. "Quanto ao conteúdo da campanha, acreditamos que este fala por si, e sim, os livros da Malpaso são pequenas joias, por isso o assalto faz sentido. Quisemos posicionar o livro como um objeto de desejo, sem abrir mão da ironia e do radicalismo, e tirar partido das estratégias oferecidas pelo labirinto das redes sociais e da media digital para chegar aos leitores."

Esta ação teve a colaboração da agência digital BeRepublic. O roubo de livros chamou a atenção dos internautas e ganhou quase 150.000 visualizações na primeira semana.

A alunagem, o Mini Cooper, os três personagens com passa-montanhas coloridos ao estilo Pussy Riot e o assalto em si mesmo não são mais do que um mau passo controverso de três jovens que, influenciados pelas leituras estimulantes da editora, decidem dar o seu grande golpe.

Malpaso é uma editora independente, fundada há um ano em Barcelona; publica em castelhano em Espanha e na América do Sul (México e Argentina, por enquanto), em papel e em digital, e aposta tanto na estética (formato e design inovador) como no conteúdo (literatura de qualidade, ensaios sérios, biografias de lendas da música...). A editora Malpaso propõe títulos de autores como Vonnegut, Trueba, Caparros Amis, Chomsky, Femen ou memórias de Neil Young e Frank Zappa...

Malpaso é uma editora que tem como objetivo recuperar o valor do livro num momento de incerteza para a indústria da cultura.

Home
MadeBy
Legislação
GateScope
mgate
Simulador
MissGate
WeeklyTv
Perfis
Notícias
Artigos
Eventos
Opinião
Publicações
TvGate
RadioGate
PressGate
OutGate
CineGate
APAP
DigitalGate
ICAP
APCT
APODEMO
Marktest
Obercom
API
APMP
GMCS
Criativos
APAN
APPM
ACEPI
MEDIAFONE