Notícias
Terrorismo mediático global: os números dos últimos atentados terroristas nos meios de informação globais
15 de janeiro de 2015
Os atentados terroristas que tiveram lugar em Paris durante na passada semana marcaram a agenda mediática internacional, o que se traduziu em números expressivos de informação online produzida pelos órgãos de comunicação mundiais.

 A Cision desenvolveu um estudo sobre a referência a atentados terroristas nos meios de comunicação social em todo o mundo e descobriu que o nome do jornal satírico parisiense “Charlie Hebdo” foi encontrado em 387.673 artigos noticiosos online, em apenas seis dias. O ataque ocorrido no passado dia 7 de janeiro contra a redação do semanário parisiense e que provocou a morte de 12 pessoas, foi levado a cabo pelos irmãos Chérif e Said Kouachi. O nome “Kouachi” foi identificado em 89.807 conteúdos noticiosos online.

As diversas pistas que atribuem o ataque ao Charlie Hebdo à “Al-Qaeda” do Iémen levaram a que esta organização terrorista tivesse sido referenciada em 34.445 artigos noticiosos.
“Amedy Coulibaly” é o nome do terrorista responsável pelo segundo atentado ocorrido em Paris nos últimos dias. É também o nome do autor do assassinato de uma mulher polícia na passada quinta-feira de manhã e do sequestro de um supermercado judaico na sexta-feira, do qual resultaram vários reféns e quatro mortes. “Coulibaly” foi referenciado em 48.080 artigos noticiosos online.

Foram encontradas 2.441 notícias com menção a “Hayat Boumedienne”, a mulher de Amedy Coulibaly, inicialmente apontada como coautora dos atentados. A incerteza em relação ao seu paradeiro conduziu a um aumento do número de referências nos últimos dias, à medida que foi sendo noticiada a possibilidade de Boumedienne ter rumado à Turquia, via Madrid, no dia 2 de janeiro, e ter cruzado a fronteira para a Síria, no dia 8.

A suposta ligação do atentado levado a cabo por Coulibaly ao grupo terrorista ISIS (autodenominado Estado Islâmico), severamente enraizado em partes da Síria e do Iraque, trouxe novamente a ISIS para a ordem do dia, com 21.496 referências ao grupo terrorista a serem detetadas, nos últimos dias, nos meios de informação online globais.

Estes dois ataques, ocorridos no centro de uma das principais capitais do ocidente, levaram a uma das maiores manifestações globais a favor da liberdade de imprensa de que há memória, com a expressão “Je suis Charlie” a tornar-se numa das maiores bandeiras desta luta, como comprovam os 61.251 artigos de informação online que a utilizaram no período em análise.

Apesar de o foco mediático da imprensa internacional estar, de momento, virado a ocidente, e centralizado em Paris, também a cidade de Baga, na Nigéria, tem sido alvo de inúmeras referências, em consequência do assassinato de mais de duas mil pessoas pelo grupo terrorista Boko Haram. De acordo com a análise da Cision, foram encontradas 22.317 referências ao referido grupo terrorista em artigos noticiosos, nos media online globais.

O estudo da Cision incidiu sobre o período compreendido entre 4 e 12 de janeiro de 2015 e contemplou um universo de mais de 18 milhões de artigos. A informação foi recolhida pelo sistema de monitorização global da empresa, que analisa diariamente mais de 85 mil sites de informação online em todo o mundo. 
Home
MadeBy
Legislação
GateScope
mgate
Simulador
MissGate
WeeklyTv
Perfis
Notícias
Artigos
Eventos
Opinião
Publicações
TvGate
RadioGate
PressGate
OutGate
CineGate
APAP
DigitalGate
ICAP
APCT
APODEMO
Marktest
Obercom
API
APMP
GMCS
Criativos
APAN
APPM
ACEPI
MEDIAFONE