A nova fase de seleção para o programa de empreendedorismo apoiado pela incubadora da Corticeira Amorim já arrancou e estende-se até 15 de outubro
Vote
Notícias
Amorim Cork Ventures desafia empreendedores e lança segunda call
15 de setembro de 2015


Lisboa foi a cidade escolhida para a nova fase de captação da Amorim Cork Ventures, a incubadora da Corticeira Amorim que, tendo sido criada há cerca de um ano, já recebeu mais de 140 candidaturas.

A realização do programa de capacitação na capital portuguesa tem como objetivo facilitar o acesso de empreendedores com ideias, aplicações ou propostas de negócio inovadoras para o setor da cortiça, “evitando assim que se percam oportunidades por restrições geográficas relacionadas com a sua localização”, pode ler-se em comunicado.

A segunda call estende-se até 15 de outubro e está a ser materializada em parceria com a Beta-i, num modelo que contempla um programa de capacitação e workshops diversos, com início no final de outubro. A decisão dos projetos a apoiar é conhecida na primeira semana de dezembro.

Paulo Bessa, diretor geral da Amorim Cork Ventures, esclarece que, na análise das candidaturas, a empresa vai continuar a privilegiar “os princípios de seleção definidos como prioritários no lançamento da incubadora e que estão relacionados com o grau de inovação do projeto, a importância da cortiça na proposta de negócio, o potencial exportador e, não menos importante, o perfil do empreendedor ou equipa empreendedora”.

O balanço do primeiro ano da atividade da Amorim Cork Ventures é entendido pelo responsável, como “extremamente positivo”. Além das 140 candidaturas recebidas, foram já constituídas duas startups, a que se juntam 10 projetos em incubação. A empresa está a apoiar o desenvolvimento destes projetos, dos quais se espera uma evolução até ao final do ano – prototipagem, análise de mercado e aprofundamento dos modelos de negócio –, altura em que é conhecida a decisão de constituição ou não de startup.

Da primeira convocatória, que decorreu no início do ano, evidenciaram-se os projetos das áreas de construção, soluções de habitação e refrigeração industrial e uma predominância de propostas com aglomerado de cortiça expandido. Da primeira fase resultou o apoio a projetos das áreas de calçado, bio compósitos, design de interiores, mobilidade suave/urbana e desporto.

Particularmente vocacionada para apoiar startups, a Amorim Cork Ventures proporciona aos empreendedores o acesso não apenas a financiamento, mas também a um conjunto de competências de gestão, know-how e a redes de contactos em diferentes setores e países.

Os interessados em participar nesta fase de seleção, agora anunciada, devem submeter a candidatura até 15 de outubro, através deste link.
Home
MadeBy
Legislação
GateScope
mgate
Simulador
MissGate
WeeklyTv
Perfis
Notícias
Artigos
Eventos
Opinião
Publicações
TvGate
RadioGate
PressGate
OutGate
CineGate
APAP
DigitalGate
ICAP
APCT
APODEMO
Marktest
Obercom
API
APMP
GMCS
Criativos
APAN
APPM
ACEPI
MEDIAFONE