Além da abertura do centro de formação de Gatwick, a easyJet lançou também uma iniciativa para incrementar o recrutamento de pilotos do sexo feminino
Vote
Notícias
easyJet inaugura centro de formação e anuncia recrutamento de mais de 1.100 pilotos e tripulantes de cabine
14 de outubro de 2015


Ontem, a CEO da easyJet, Carolyn McCall, acompanhada pelo secretário de estado dos Transportes inglês, Patrick McLoughlin MP, esteve presente na inauguração oficial do novo centro de formação da companhia aérea, de nome ‘easyJet Gatwick Academy’.
 
A nova academia, que envolveu um investimento de 2,7 milhões de libras, foi desenhada para suportar “o crescimento da companhia aérea e para alojar o novo centro de formação, que contempla salas de aula, simuladores de cabine, mangas de evacuação e equipamento para formação em caso de incêndio”, lê-se em comunicado.

Localizada no Concorde House, no London Gatwick Airport, a academia tem como objetivo dar formação aos pilotos da easyJet e à tripulação proveniente das mais distintas bases em toda a Europa. Recorde-se que a easyJet possui atualmente tripulações sediadas no Reino Unido, França, Alemanha, Holanda, Itália, Portugal e Espanha, a partir de 2016.
 
No seguimento da inauguração da ‘easyJet Gatwick Academy’, Carolyn McCall anunciou ainda que a companhia aérea pretende recrutar 1.140 membros de tripulação – cerca de 830 profissionais de tripulação de cabine e 310 pilotos –, durante os próximos 12 meses. Vão, portanto, existir oportunidades de trabalho para pilotos e tripulantes nas 11 bases da easyJet no Reino Unido, que incluem Belfast, Bristol, Edimburgo, Gatwick, Glasgow, Liverpool, Luton, Manchester, Newcastle, Southend e Stansted.

Os interessados em apresentar candidatura, podem fazê-lo no site da easyjet e também na página de LinkedIn da empresa.
 
Além da abertura do novo centro de formação de Gatwick, a easyJet lançou também uma iniciativa para incrementar o recrutamento de pilotos do sexo feminino. O objetivo passa por duplicar a proporção das candidaturas de mulheres ao cargo de piloto, durante os próximos dois anos. Neste momento, as mulheres representam 6% da contratação de novos pilotos da transportadora aérea. Esta é, portanto, a primeira fase de uma estratégia de longo prazo para recrutar, manter e formar mais mulheres pilotos.
Home
MadeBy
Legislação
GateScope
mgate
Simulador
MissGate
WeeklyTv
Perfis
Notícias
Artigos
Eventos
Opinião
Publicações
TvGate
RadioGate
PressGate
OutGate
CineGate
APAP
DigitalGate
ICAP
APCT
APODEMO
Marktest
Obercom
API
APMP
GMCS
Criativos
APAN
APPM
ACEPI
MEDIAFONE