Esta é a quinta vez que a Renascença vence o prémio de Excelência em Ciberjornalismo, atribuído pelo Observatório do Jornalismo
Vote
Notícias
Renascença vence prémio de Excelência em Ciberjornalismo
9 de dezembro de 2015


A Renascença venceu, pela quinta vez, a principal categoria dos prémios de ciberjornalismo do Observatório de Ciberjornalismo (ObCiber) da Universidade do Porto.

O prémio de Excelência em Ciberjornalismo foi atribuído ao site da Renascença. A categoria procura premiar os sites que cumprem as funções editoriais, servem a audiência, maximizam a exploração das caraterísticas da web e representam os mais elevados standards jornalísticos. No total, o site da Renascença conquistou três prémios na edição deste ano.

Além da Excelência em Ciberjornalismo, venceu em “Videojornalismo”, coma reportagem “O extraordinário mundo de Irina” , um trabalho dos jornalistas Pedro Mesquita e Marília Freitas, com grafismo de Rodrigo Machado. Na mesma categoria, o público preferiu outra reportagem da Renascença, “Vida de Faroleiro”, dos jornalistas Raul Santos e Teresa Abecasis, com pós-produção de Ricardo Fortunato.

O site da Renascença arrecadou também o prémio para “Última Hora”, com o acompanhamento dos ataques contra o jornal francês Charlie Hebdo.

De acordo com Pedro Leal, diretor adjunto de informação e responsável pela área multimédia do canal, os prémios destacam “o esforço da redação em ter uma agenda própria nas várias plataformas onde está presente”.

Numa iniciativa do Observatório do Jornalismo, que acontece desde 2008, os Prémios ObCiber visam reconhecer o que de melhor é produzido em Portugal na área do Ciberjornalismo e contam com um júri diversificado de docentes universitários, especializados na área, vindos de todo o país e do estrangeiro.
Home
MadeBy
Legislação
GateScope
mgate
Simulador
MissGate
WeeklyTv
Perfis
Notícias
Artigos
Eventos
Opinião
Publicações
TvGate
RadioGate
PressGate
OutGate
CineGate
APAP
DigitalGate
ICAP
APCT
APODEMO
Marktest
Obercom
API
APMP
GMCS
Criativos
APAN
APPM
ACEPI
MEDIAFONE