A minha liberdade acaba quando começa a liberdade do outro
Márcia Carvalho
Vote
Todas as personalidades
Perfis
Márcia Carvalho
Nome: Márcia Carvalho
Data de Nascimento: 20/03/1974
Naturalidade: Angola
Formação: Comunicação Social, pela Universidade Católica Lisboa
Primeiro emprego: (O primeiro ordenado foi como ajudante num salão de cabeleireiro. Conta?)
Empresa atual: Cáritas Portuguesa
Função que desempenha: 
Responsável pelo Gabinete de Comunicação
Outros cargos e outras experiências: Jornalista. Gosto de ler e gosto particularmente de uma mesa rodeada de amigos.



  Qual é o livro da sua vida? 
Posto assim, “da vida”, só mesmo a Bíblia!

  Qual é o filme da sua vida? 
“A Rosa Púrpura do Cairo” e “A Cor Púrpura”.

  Qual é a música ou o grupo musical da sua vida? 
Todos temos uma?!

  Qual é o seu lema de vida?
A minha liberdade acaba quando começa a liberdade do outro.

  Qual a pessoa que mais o/a marcou, ao longo da sua vida? 
Definitivamente (a bem e a mal) só posso falar na minha mãe!

  Qual é a sua viagem de sonho (realizada ou não)? 
Londres é o lugar onde posso sempre regressar.

  Qual é o seu clube de futebol? 
Não gosto de futebol!

  Tem algum hobby, alguma paixão?
Cinema, música, livros, viajar.

  Um defeito que não tolera? Uma qualidade que aprecia? 
Exibicionismo gratuito, por exemplo. Uma qualidade? A generosidade, naturalmente…

  Em média, quanto tempo diário dedica a:
  Ver televisão (aerial e cabo)? Uma hora, mais ou menos… (até adormecer no sofá).
  Ouvir rádio? Pouquíssimo.
  Ler jornais e revistas? Uma hora ou mais (em papel).
  Navegar na internet? Demasiado!
 
  Qual o anúncio que mais recorda? 
O anúncio da Nescafé, com o carocha ao pôr-do-sol. 

  Que profissão sonhava desempenhar na sua infância ou juventude?
Jornalista.

  Qual foi, até hoje, o momento mais marcante da sua carreira profissional? 
Os momentos mais marcantes foram aqueles que me transformaram como pessoa. Ouvir gente partilhar a sua vida comigo, de coração aberto! Marcante também poder conversar pessoalmente com algumas pessoas.

  Qual o episódio profissional mais caricato que já viveu? 
Logo no início, entrevistei uma pessoa a pensar que era outra e tive de manter o “teatro” até ao fim!

Home
MadeBy
Legislação
GateScope
mgate
Simulador
MissGate
WeeklyTv
Perfis
Notícias
Artigos
Eventos
Opinião
Publicações
TvGate
RadioGate
PressGate
OutGate
CineGate
APAP
DigitalGate
ICAP
APCT
APODEMO
Marktest
Obercom
API
APMP
GMCS
Criativos
APAN
APPM
ACEPI
MEDIAFONE