Não tenho lema de vida. Nunca precisei de um para viver, confesso
Pedro Quartin Graça
Vote
Todas as personalidades
Perfis
Pedro Quartin Graça
Nome: Pedro Quartin Graça
Data de Nascimento: 18/05/1962
Naturalidade: Lisboa
Formação: Licenciado em Direito (Ciências Jurídico-Políticas) pela Universidade de Lisboa, Mestre em Sociedades e Políticas Europeias pelo ISCTE-IUL, DEA em Direito Público pela Faculdade de Direito da Universidade da Extremadura (Espanha).
Primeiro emprego: Secretário-geral da Associação dos Produtores/Realizadores de Filmes Publicitários (APRFP). Na faculdade fui, antes, representante para Portugal da revista TIME, sendo nessa qualidade coordenador nacional de agentes para as universidades.
Empresa atual: Jurisconsulto; ISCTE – IUL e ICAP – Instituto Civil da Autodisciplina da Comunicação Comercial.
Função que desempenha: 
Assistente Convidado e Presidente da 1.ª Secção do Júri de Ética, respetivamente na primeira e na segunda entidade acima enumeradas.
Outros cargos e outras experiências: Membro do Conselho Consultivo da Actividade Publicitária, chefe de gabinete na Vereação da Câmara Municipal de Lisboa, diretor-executivo da Ordem dos Arquitetos, assessor jurídico do Conselho de Administração da TVI e deputado à Assembleia da República na X Legislatura, entre outros.




  Qual é o livro da sua vida? 
Não tive um em especial. Tive vários. Na minha infância, em casa dos meus avós, lia apaixonadamente uma edição encadernada, de vários volumes, da Diana – Revista de Caça e Pesca. As imagens da África Portuguesa eram impressionantes. Mais tarde o famoso Tintim marcou-me especialmente.

  Qual é o filme da sua vida? 
O mesmo de com os livros. Mas se falarmos de atores, destaco Al Pacino e Robert de Niro.

  Qual é a música ou o grupo musical da sua vida? 
Os Procol Harum dizem-me muito.

  Qual é o seu lema de vida?
Não tenho. Nunca precisei de ter um lema para viver, confesso.

  Qual a pessoa que mais o marcou, ao longo da sua vida? 
Os meus Pais e a minha Avó.

  Qual é a sua viagem de sonho (realizada ou não)? 
Já dei quase uma volta ao mundo, mas ainda me faltam alguns países…

  Qual é o seu clube de futebol? 
Sporting (sempre!)

  Tem algum hobby, alguma paixão?
Viagens, pesca, desportos náuticos.

  Um defeito que não tolera? Uma qualidade que aprecia?
Não um, mas três: a traição, a deslealdade e a injustiça. Aprecio a bondade, entre outras de igual mérito.

  Em média, quanto tempo diário dedica a:
  Ver televisão (aerial e cabo)? 30 minutos por dia, se tanto.
  Ouvir rádio? Uma hora.
  Ler jornais e revistas? Duas horas.
  Navegar na internet? Demasiadas horas…
 
  Qual o anúncio que mais recorda? 
Já vi milhares, muitos por razões de ordem profissional. Um de um inseticida chamado Timor, dos anos 50, é fantástico.

  Que profissão sonhava desempenhar na sua infância ou juventude?
Acho que, como muitos outros, me passou pela cabeça ser bombeiro, polícia, etc.

  Qual foi, até hoje, o momento mais marcante da sua carreira profissional?
Ter desempenhado vários cargos, sempre escolhido pelo mérito ou por eleição.

  Qual o episódio profissional mais caricato que já viveu? 
Ter ficado absolutamente sozinho numa gigantesca ala de um hotel da Ericeira, depois de ter mudado seis vezes de quarto por razões várias, num âmbito de um encontro profissional que decorreu durante um fim de semana. O meu corredor tinha dezenas de quartos e apenas uma pequena luz amarela ao fundo. Um cenário surreal e fantasmagórico numa noite de inverno. Arrepiante!

  Que medida ou medidas implementaria, se, por um dia, fosse responsável pela Comunicação Social em Portugal?
Começaria por moralizar o setor não com uma apenas, mas com um conjunto de medidas.

Home
MadeBy
Legislação
GateScope
mgate
Simulador
MissGate
WeeklyTv
Perfis
Notícias
Artigos
Eventos
Opinião
Publicações
TvGate
RadioGate
PressGate
OutGate
CineGate
APAP
DigitalGate
ICAP
APCT
APODEMO
Marktest
Obercom
API
APMP
GMCS
Criativos
APAN
APPM
ACEPI
MEDIAFONE