O momento mais marcante da minha carreira profissional foi ser despedido, em 1998
Manuel Forjaz
Vote
Todas as personalidades
Perfis
Manuel Forjaz
Nome: Manuel Forjaz
Data de Nascimento: 13/08/1963
Naturalidade: Moçambique
Formação: Licenciatura em Economia pela Universidade Católica Portuguesa e pós-graduação em Estudos Africanos pelo ISCTE
Primeiro emprego: Chefe de produto de Denim e Impulse na Unilever
Empresa atual: www.manuelforjaz.com
Função que desempenha: 
Consultor, orador e coach
Outros cargos e outras experiências: Head of sales na Unilever, diretor-geral da Bertrand e CEO da Impresa/Medipress. Criador de mais de 35 empresas – como coach, professor, financiador e empresário –, coautor do estudo “Empreender Portugal”, no âmbito do movimento cívico Missão Portugal, cocriador do Perfil do Jovem Empresário Português, autor do livro “A Bela, Belmiro e Empreendedores”, criador do Pé de Fé e orador nos eventos Ignite e TEDxOporto, entre outros.



  Qual é o livro da sua vida? 
“Confissões”, de Santo Agostinho.

  Qual é o filme da sua vida? 
“Apocalypse Now”.

  Qual é a música ou o grupo musical da sua vida? 
Nirvana.

  Qual é o seu lema de vida?
“Be good.”

  Qual a pessoa que mais o marcou, ao longo da sua vida? 
O meu pai.

  Qual é a sua viagem de sonho (realizada ou não)? 
Antártida.

  Qual é o seu clube de futebol? 
Sporting.

  Tem algum hobby, alguma paixão?
Jogar xadrez.

  Um defeito que não tolera? Uma qualidade que aprecia? 
Não tolero a soberba intelectual e aprecio o sentido de humor.

  Em média, quanto tempo diário dedica a:
  Ver televisão (aerial e cabo)? Uma hora.
  Ouvir rádio? 10 minutos.
  Ler jornais e revistas? 15 minutos.
  Navegar na internet? Duas horas.
 
  Qual o anúncio que mais recorda? 
“Use condoms”, Zazoo Condoms.



  Que profissão sonhava desempenhar na sua infância ou juventude?
Engenheiro mecânico.

  Qual foi, até hoje, o momento mais marcante da sua carreira profissional?
Ser despedido, em 1998.

  Qual o episódio profissional mais caricato que já viveu?
Uma entrevista dada à Exame, que me obrigou a ir a todos os hipermercados do país pedir desculpa.

  Que medida ou medidas implementaria, se, por um dia, fosse responsável pela Comunicação Social em Portugal?
Maior liberdade e facilidade na abertura de canais, blogs, jornais e rádios. Quem quisesse fazê-lo não precisaria de licenças e autorizações. Juntaria todos os órgãos de regulação e controlo (audimetria, controlo de tiragens e ERC, entre outros) debaixo de uma mesma entidade.

Home
MadeBy
Legislação
GateScope
mgate
Simulador
MissGate
WeeklyTv
Perfis
Notícias
Artigos
Eventos
Opinião
Publicações
TvGate
RadioGate
PressGate
OutGate
CineGate
APAP
DigitalGate
ICAP
APCT
APODEMO
Marktest
Obercom
API
APMP
GMCS
Criativos
APAN
APPM
ACEPI
MEDIAFONE