Até aos meus seis, sete anos, sonhava ser diretora de uma escola
Cátia Jabs Hoffmann
Vote
Todas as personalidades
Perfis
Cátia Jabs Hoffmann
Nome: Cátia Jabs Hoffmann
Data de Nascimento: 17/06/1983
Naturalidade: Frankfurt, Alemanha
Formação: Licenciada em Gestão pela Frankfurt Goethe-Universität e mestre em Marketing pela Frankfurt Graduate School of Economics, Finance and Management
Primeiro emprego: Mercedes-Benz Autohändler Frankfurt am Main
Empresa atual: BizLab AOK & Associates
Função que desempenha:
Diretora de planeamento
Outros cargos e outras experiências: Diretora de marketing na agência 12Web, em Frankfurt, e subdiretora comercial na MB Frankfurt.



  Qual é o livro da sua vida? 
“A Christmas Carol”, de Charles Dickens.

  Qual é o filme da sua vida? 
“Ladrões de Bicicletas”, de Vittorio De Sica.

  Qual é a música ou o grupo musical da sua vida? 
David Bowie.

  Qual é o seu lema de vida?
Quando surgem os obstáculos, devemos mudar o caminho para alcançar a meta, mas nunca desistir de lá chegar.

  Qual a pessoa que mais o marcou, ao longo da sua vida? 
Os meus pais.

  Qual é a sua viagem de sonho (realizada ou não)? 
A Nova Iorque, realizada por três vezes. Mas continua a ser a minha viagem de sonho.

  Qual é o seu clube de futebol? 
Eintracht Frankfurt, o clube da minha terra natal, e a instituição desportiva que acompanhei de perto enquanto cresci.

  Tem algum hobby, alguma paixão?
Ler e desportos motorizados.

  Um defeito que não tolera? Uma qualidade que aprecia? 
Odeio a ingratidão. Admiro bastante a perspicácia e a atenção.

  Em média, quanto tempo diário dedica a:
  Ver televisão (aerial e cabo)? Uma hora.
  Ouvir rádio? Duas horas.
  Ler jornais e revistas? 30 minutos.
  Navegar na internet? Quatro horas.
 
  Qual o anúncio que mais recorda? 
O dos Masters of the Universe, que, durante a minha infância, passava na televisão inúmeras vezes por dia.

 

  Que profissão sonhava desempenhar na sua infância ou juventude?
Até aos meus seis, sete anos, sonhava ser diretora de uma escola. Sempre quis tentar destacar-me enquanto mulher dinâmica e empreendedora, num mundo cujo mercado de trabalho está maioritariamente absorvido pelo sexo masculino, em especial no que diz respeito a cargos de poder e decisão.

  Qual foi, até hoje, o momento mais marcante da sua carreira profissional?
Numa apresentação de projetos com vista à obtenção de um prémio monetário significativo, no Frankfurt Business Center, um centro de negócios e apoio ao empreendedorismo, o projeto que apresentei ter sido, num universo de 150, o vencedor, eleito por unanimidade de um júri composto por 25 personalidades relevantes na área.

  Qual o episódio profissional mais caricato que já viveu? 
Deslocar-me a Belgrado para uma reunião profissional, em que estudaríamos uma eventual parceria com uma empresa russa, para apoio e consultoria na área da comunicação na Europa Ocidental, e de todos os presentes, nenhum falar ou conseguir expressar-se em qualquer idioma que não fosse sérvio.

  Que medida ou medidas implementaria, se, por um dia, fosse responsável pela Comunicação Social em Portugal?
Uma revisão massiva de todas as publicações – jornais, revistas, rádio e televisão – e uma análise ao nível de isenção da informação prestada por cada uma.

Home
MadeBy
Legislação
GateScope
mgate
Simulador
MissGate
WeeklyTv
Perfis
Notícias
Artigos
Eventos
Opinião
Publicações
TvGate
RadioGate
PressGate
OutGate
CineGate
APAP
DigitalGate
ICAP
APCT
APODEMO
Marktest
Obercom
API
APMP
GMCS
Criativos
APAN
APPM
ACEPI
MEDIAFONE