Tolero quase todos os defeitos. São parte da vida. Mas aprecio especialmente a lealdade e o sentido de humor
Paulo Alberto Silva
Vote
Todas as personalidades
Perfis
Paulo Alberto Silva
Nome: Paulo Alberto Silva
Data de nascimento: 19/06/1963
Nacionalidade: Portugal
Formação: Marketing e e-Business, pelo INP e ISEG.
Primeiro emprego: Infarma, o projeto de informatização das farmácias portuguesas
Empresa atual: StepValue – Web Intelligence
Função que desempenha:
Partner
Outros cargos e outras experiências: Diretor comercial na JM Consultores, assessor de administração na Inapa e responsável de marketing digital do grupo Portucel Soporcel.



  Qual é o livro da sua vida? 
Não consigo decidir entre o “Siddhartha”, de Hermann Hesse, e o “Cosmos”, de Carl Sagan, porque falam do mesmo com duas perspectivas opostas, mas ambas fascinantes.

  Qual é o filme da sua vida? 
“Forrest Gump”.

  Qual é a música ou o grupo musical da sua vida? 
Concerto para dois violinos em D Menor, de Bach.

  Qual é o seu lema de vida?
“Não há um caminho para a felicidade… A felicidade é o caminho”, Gandhi.

  Qual a pessoa que mais o marcou, ao longo da sua vida? 
O meu pai.

  Qual é a sua viagem de sonho (realizada ou não)? 
Velejar até à Madeira – realizada – e mais além – ainda não realizada.

  Qual é o seu clube de futebol? 
Não tenho preferência neste campo.

  Tem algum hobby, alguma paixão?
Fotografia, vela e comunicação.

  Um defeito que não tolera? Uma qualidade que aprecia? 
Tolero quase todos os defeitos. São parte da vida. Mas aprecio especialmente a lealdade e o sentido de humor.

  Em média, quanto tempo diário dedica a:
  Ver televisão (aerial e cabo)? 30 minutos.
  Ouvir rádio? 60 minutos.
  Ler jornais e revistas? 15 minutos.
  Navegar na internet? 120 minutos.
 
  Qual o anúncio que mais recorda? 
“O que procura num automóvel”, um anúncio muito antigo da Audi.



  Que profissão sonhava desempenhar na sua infância ou juventude?
Mergulhador.

  Qual foi, até hoje, o momento mais marcante da sua carreira profissional?
Cada novo dia na StepValue.

  Qual o episódio profissional mais caricato que já viveu? 
Ter ido preparado para falar sobre marketing digital perante uma plateia grande e, quando entrei, ter-me sido dito que era suposto falar sobre cloud computing numa perspectiva técnica. Claro que foi um erro de programa, mas como era a última apresentação do dia e todos estavam já cansados de cloud computing, falei de marketing digital. Acho que agradei mais do que agradaria com o programa original.

  Que medida ou medidas implementaria, se, por um dia, fosse responsável pela Comunicação Social em Portugal?
Sensibilizaria os responsáveis para o facto de as audiências estarem cada vez mais (auto) educadas. Quem apostar em conteúdos de qualidade acabará por ser o vencedor. A luta de audiências por via da superficialidade só acelera o processo de degradação dos media tradicionais, em favor dos media em que o utilizador decide o que quer ver.

Home
MadeBy
Legislação
GateScope
mgate
Simulador
MissGate
WeeklyTv
Perfis
Notícias
Artigos
Eventos
Opinião
Publicações
TvGate
RadioGate
PressGate
OutGate
CineGate
APAP
DigitalGate
ICAP
APCT
APODEMO
Marktest
Obercom
API
APMP
GMCS
Criativos
APAN
APPM
ACEPI
MEDIAFONE