Só acredito em profecias positivas, mas como não conheço nenhuma…
Pedro Loureiro
Vote
Todas as personalidades
Perfis
Pedro Loureiro
Nome: Pedro Jorge Rodrigues Loureiro
Data de nascimento: 29/04/1961
Naturalidade: Lisboa
Formação: Licenciatura em Gestão de Empresas
Primeiro emprego: Multimac / Sharp – delegado comercial (1985)
Empresa actual: MediaGate
Função que desempenha: Director Geral
Outros cargos e outras experiências: Administrador da Casa Africana (1988) e da Inaluga – Rent-a-car (1998)




Qual é o livro da sua vida?
"Como Fazer Amigos e Influ
enciar Pessoas", de Dale Carnegie (1937).

Qual é o filme da sua vida?
"1900", de Bernardo Bertolucci (1976).

Qual é a música ou o grupo musical da sua vida?
Música: "Garota de Ipanema", de Tom Jobim e Vinicius de Moraes. Grupo: Genesis.

Qual é o seu lema de vida?
“Construir para mim, e para todos os que me rodeiam, uma vida com o maior número de momentos de felicidade possível.“

Qual a pessoa que mais o/a marcou, ao longo da sua vida?
Pessoalmente: Avô materno. Profissionalmente: Pedro Baltazar. Politicamente: Francisco Lucas Pires (no melhor e no pior).

Qual é a sua viagem de sonho (realizada ou não)? Realizada: viagem de carro pela Europa (8.000 km). Por realizar: repetir a viagem, maior e durante mais tempo.

Qual é o seu clube de futebol?
Sporting.

Tem algum hobby, alguma paixão?
Hobby: Golf (pouco). Paixão: mulher e filhas (muito).

Um defeito que não tolera? Uma qualidade que aprecia?
Miserabilismo. Determinação.

Em média, quanto tempo diário dedica a:
ver televisão (aerial e cabo)? 3 h
ouvir rádio? 45 min
ler jornais e revistas? 30 min
navegar na Internet? 15 min

Qual o anúncio que mais recorda?
Aquela Máquina (Regisconta).

Que profissão sonhava desempenhar na sua infância ou juventude?
Infância: engenheiro.
Juventude: político.

Qual foi, até hoje, o momento mais marcante da sua carreira profissional?
O lançamento da MediaGate.

Qual o episódio profissional mais caricato que já viveu?
Em 1999 ou 2000, fui informado, por um, na altura, potencial cliente, que a nossa proposta (plano de media) era 17% mais cara do que a proposta vencedora da consulta, embora tivesse mais inserções e mais GRP’s. Depois de alguma insistência, descobrimos que estava a comparar o valor da nossa proposta com IVA com a da nossa concorrente sem IVA. Conquistámos o cliente por sorte e, contrariamente ao habitual, o cliente não tinha ainda sido informado do concorrente até ali vencedor do concurso.

Que medida ou medidas implementaria, se, por um dia, fosse Secretário de Estado para a Comunicação Social?
1) Privatizava a RTP e a RDP. Nos dias de hoje é difícil perceber a vantagem de o Estado possuir meios de comunicação social. O chamado “serviço público”, represente isso o que representar, pode ser assegurado por contrato com as concessionárias de Televisão e Rádio. Mas, pior do que manter a situação actual, seria proibir a publicidade na RTP1; corresponderia, a prazo, em manter os custos para o Estado, diminuindo a qualidade oferecida ao espectador.
2) Reduzir o tempo máximo de publicidade por hora em Televisão para 6 minutos e reduzir também, de forma significativa, a publicidade exterior. A diminuição do espaço disponível, permite: aos media, aumentarem os preços; aos anunciantes, necessitarem de menos espaço para manter o mesmo “share of voice”; e aos consumidores, estarem sujeitos a uma menor pressão publicitária.

Acredita em profecias? Acredita que o mundo vai acabar em 2012, como defendiam os Maias?
Só acredito em profecias positivas, mas como não conheço nenhuma…


 


 
 
Home
MadeBy
Legislação
GateScope
mgate
Simulador
MissGate
WeeklyTv
Perfis
Notícias
Artigos
Eventos
Opinião
Publicações
TvGate
RadioGate
PressGate
OutGate
CineGate
APAP
DigitalGate
ICAP
APCT
APODEMO
Marktest
Obercom
API
APMP
GMCS
Criativos
APAN
APPM
ACEPI
MEDIAFONE