Opinião
Web Summit Lisboa 2016
3 de novembro de 2016
 

Vêm do mundo e vivem num outro, exclusivo. São empreendedores, nerds ou visionários. 
Não vêm sós! Atrás destes, vêm os que têm dinheiro para mover os primeiros.
Podemos dizer que ambos balizam o futuro.

Vão reunir no Parque das Nações, no parque de exposições, mas podiam fazê-lo em Belém, com a Torre a servir de cenário.

Lisboa, os portugueses todos, são empreendedores de sempre. Instrumentos ou ambição, desenhámos o necessário para descobrir mundos, habitá-los e transformá-los.
Fomos uns e outros.

Um conceito politicamente divertido. Uns Irlandeses povoadores das Américas e os tugas do mundo inteiro. 

Ancestrais objetivos reunidos num sonho mais intenso mas mais perfurador do status.

Vamos aprender um conjunto de inglesismos associados ao amanhã: Free Wi-fi, Reset, Guest… 
Pena não haver sardinhas a fumegar os céus e marchantes a purpurinar o chão.
Pena não restar 
António, João ou Pedro capazes de santificar negócios de outras dimensões.

O bairro vai estar em alta e as tascas vão resistir e manter-se nossas.

Táxis e Uber vão cruzar-se nos seculares eixos da cidade e os Tuc-Tuc vão ilustrar Lisboa de forma oriental.

Os hotéis lotam e os hostels marcam.

Os elétricos transportam-nos no tempo e o Mobi-e no futuro.

Vamos entrar no Guiness, mas apenas nos bares e em festa.

Vendemos o sol de Lisboa, mas seremos nós a aquecer os visitantes com a nossa cultural hospitalidade.
Comentários
Comente este artigo
Regras de Comentários
Agradecemos todos os comentários já que reforçam a qualidade do portal.
Pedimos que respeitem o código editorial, não utilizando linguagem que viole a lei ou a integridade dos demais.
O seu IP ficará na nossa base de dados sem que seja divulgado.
Home
MadeBy
Legislação
GateScope
mgate
Simulador
MissGate
WeeklyTv
Perfis
Notícias
Artigos
Eventos
Opinião
Publicações
TvGate
RadioGate
PressGate
OutGate
CineGate
APAP
DigitalGate
ICAP
APCT
APODEMO
Marktest
Obercom
API
APMP
GMCS
Criativos
APAN
APPM
ACEPI
MEDIAFONE